DESEJANÇAS


27/06/2010


---------------------------------------------

Há dias em que tudo

que podemos fazer é esperar

...

Enquanto o moinho do tempo

range em nossas gargantas

incertezas

vestidas de sóis

laminados de luas cansadas

 

Escrito por lilia diniz às 16h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/06/2010


------------------------------------------------------------------

 

6.6

 

Esse tesão

represado

entre minhas pernas

incendeia   as metáforas

que poderiam tornar

melhor este  poema

 

Não tenho saída

senão buscar nos dedos

solução para a poesia

do gozo aprisionado

 

Me embriago de solidão

entrego ao tempo

as pétalas de minha alma

chamuscada de desejo

 

Entregaria meu corpo

a um e a outro

que quisesse provar brasas

nas  páginas ardentes

de minha carne

 

Escrito por lilia diniz às 18h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Histórico